O tratamento para pessoas que possuem problemas de alcoolismo não fica limitado somente às reuniões dos Alcoólicos Anônimos (AA), mesmo que elas sejam indispensáveis. Em alguns casos mais sérios, o dependente precisa ser internado para que ele se afaste de forma completa da bebida alcoólica e de tudo que serve de gatilho para que ele beba.

Há ainda dependentes de álcool que não aceitam que não conseguem parar de beber sozinho e que precisam de assistência especializada. Se esta é a situação, o jeito é usar a internação involuntária, que também é conhecida como compulsória.

Não importa a forma como a internação é feita: o fato que a clínica de reabilitação para alcoólatras é um estabelecimento que pode ser decisivo na vida de um dependente, com o benefício de que há várias opções gratuitas.

 

Como funciona o tratamento em uma clínica de reabilitação para alcoólatras

 

Quando uma pessoa alcoólatra é internada em uma clínica de reabilitação, ela recebe um cronograma de várias atividades cujos objetivos são:

 

  • Fazer com que esse dependente entenda que ele tem uma doença;
  • Mostrar a ele as consequências físicas, emocionais e sociais do alcoolismo;
  • Entender quais são os gatilhos pessoais que essa pessoa pode apresentar para beber (pode ser uma frustração financeira, por exemplo);
  • Ajudar esse dependente a encontrar mecanismos para resistir à bebida, ainda que ele esteja deprimido, revoltado, etc.

 

Nos primeiros dias, alguns pacientes ficam bastante inquietos e agressivos, o que pode ser resultado da abstinência. Nesse momento, eles têm assistência de profissionais médicos e psicólogos.

Após os primeiros dias, esses pacientes começam a ser integrados às atividades da clínica, que podem incluir exercícios físicos, cultivo de horta e oficinas para desenvolvimento de capacidades. Além disso, as clínicas sempre têm reuniões grupais e as sessões particulares com psicólogos. O tempo comum de internação na clínica de reabilitação para alcoólatras é de três meses, mas há variações.

Continuação do tratamento após a alta

 

Depois que a pessoa alcoólatra recebe alta da clínica de reabilitação, ela deve manter o seu tratamento de forma muito rigorosa e o ideal é que os familiares e amigos mais próximos fiquem de olho, mas sem sufocar o dependente.

Uma das coisas imprescindíveis é o alcoólatra continuar indo às reuniões do AA, não as abandonando apenas porque saíram da clínica. Também é muito frutífero fazer acompanhamento com psicólogo e, claro, abrir mão de lugares e de companhias que ampliem ou suscitem o desejo de beber.

 

Clínicas para alcoólatras em São Paulo

 

Dentre as clínicas para alcoólatras que atendem em São Paulo está a Habepi, cuja estrutura de tratamento inclui terapia racional emotiva, preparador físico, laborterapia, tratamento de desintoxicação e outros.

Outra clínica presente no Estado de São Paulo chama Vale Sereno, que tem tratamento para alcoolismo separado em três fases. A mais avançada é a básica, que tem como objetivo melhorar a autoestima da pessoa dependente e, com isso, fazer com que ela se valorize mais e fique afastado da bebida.

Leia mais artigos em nosso blog.

One Thought on “Como é o tratamento na clínica de reabilitação para alcoólatras”

  • It’s the best time to make some plans for the future and it’s time to be happy.
    I have learn this publish and if I could I wish to counsel you few fascinating things or tips.
    Maybe you could write next articles relating to this article.
    I want to read even more things approximately it!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *